Apenas didaticamente!
.

Read in your language!
Translate the page:

 

 

 

 

 

 


 

          Um velhinho de quase 70 anos! Parece?
                     Foto em setembro de 2012

                - -

                  NÃO MORRER SEM QUERER!

                                                              Não morrer é para deuses.
     Ora, há deuses, hoje, vivos, por aí?
     O que você acha?

     Eu não sei o que você acha. A maioria acharia absurdo. E morreria... como um pato. Na panela (da vida...!). Como um trouxa (como diriam Harry Potter e amigos...!)
     Só sei que, se você quiser não morrer, isso pode ser providenciado.

     Há três maneiras de não morrer - e só três.

    A primeira, filosófica, acontece em termos de tempo. Embora a mais fácil, não posso descrevê-la numa página da WEB, mas rapidamente você poderá aprendê-la, mas dependerá de você vivenciá-la.

     A segunda, em termos de espaço, acontece de forma semelhante com o que se dá com as águas-vivas gigantes do mar do Japão. Quando envelhecem, ou quando atacadas por um predador, retornam ao início e recomeçam. Há humanos que fazem algo parecido em termos transensoriais. Quando há problemas com o ciclo de vida, simplesmente retornam e recomeçam, conscientes do que são. Claro que o processo também não pode ser explicado aqui - nem eu o tentaria, mas você pode saber que existe e há quem esteja vivo há muito tempo, assim - há textos a respeito. As religiões também metaforizam isso, de forma muito simbólica.

     A terceira maneira é a material ou física. Como o fazem tartarugas e baobás. Um jequitibá não envelhece, solidifica-se. Há um enorme Poder em um jequitibá, quando o comparamos aos brotinhos frágeis ao seu redor. Se um humano controlar seu nível celular, suas mitocôndrias, seu DNA, suas células e seu corpo não envilecem, amadurecem. Temos um processo, o SM que busca essas transformações e manutenções celulares e por isso há alunos que se aproximam da terceira idade e mantêm uma aparência da juventude, sem recursos de cirurgia, etc. Mas, claro, como verá abaixo, há bem mais exigências. De qualquer forma, como se pode alterar o próximo quadro quântico, pode-se protelar a morte indefinidamente, a partir do Interior, que controla o exterior, sabemos, hoje, mantendo o corpo perfeitamente usável, desde que se use corretamente as ferramentas certas - claro que não como o brotinho ao lado do jequitibá, mas quem de juízo não preferiria ser o jequitibá?

     Antes de sair corrrendo para Copacabana e pagar todo o seu dinheiro (o que é uma ótima idéia, se você quer mesmo não morrer: afinal, se não morrer e gastar tudo, sempre pode ganhar mais, não? - já, se morrer, perde toda a grana que acumulou...!!),

     Você pode, estupidamente, acreditar pensar "que trouxa, já me disse tudo o que eu tenho de fazer" - e tentar se virar sozinho. Bem, melhor comprar uma corda e enforcar-se logo. Não há a mais remota possibilidade de você realizar nem uma dessas leis. Simplesmente você não consegue, mesmo que seja o maior empresário do mundo, o sacerdote mor de uma grande igreja ou algo semelhante. Nesses casos talvez seja até pior.

     Por algum tempo acreditei que apenas estudar isso e entender fosse o suficiente. Não é. Os alunos não têm controle suficiente sobre si mesmos para realizarem isso. Por isso, a partir de agora, só garanto que isso funcionará para alunos que se reprogramem periodicamente, sob meu controle, em consultório e mesmo assim por conta e risco do aluno, porque ele pode burlar a reprogramação (não obedecer aos comandos, por exemplo). Não morrer, só reprogramando - e olhe lá!

     Claro, tudo isso dá um trabalho formidável. Tarefa pior do que a de Hércules (personagem da mitologia grega que teve que realizar tarefas sobre-humanas e tornou-se um deus do Olimpo). Por isso impossível de se fazer sem um personal não-morte (!!!).

     Não morrer não é para pessoas comuns. Exige muito do candidato, como se pode perceber se pensarmos alguns segundos.

     Tudo isso pode ser providenciado pelo sistema, no sentido de aprendizagem e orientação e intermediação junto ao Interior - não se faz facilmente!
     Se você tem 98 anos, se está cheio de problemas físicos, sociais, etc., entrevado, tremendo pelo parkinson, tudo pode ser revertido, se trabalhar corretamente. Médicos são importantes, mas não resolvem, ou não morreriam - e morrem. Mas nada deve ser abandonado, nem o médico, nem o pai-de-santo - quanto mais o rabino ou o muzein. Se seu Interior perceber que você abandonou algo, pode achar que você quer morrer e... baubau.

     Eu não prometo a eternidade por que, na medida que o tempo não existe, a eternidade não existe. Quem lhe prometer a eternidade é, no máximo, mentiroso e no mínimo, ignorante da realidade.
     Ofereço meu trabalho, teoricamente  para gente inteligente. Qualquer pessoa que pense um pouquinho perceberá que a eternidade seria um fardo absurdo e, ainda mais - impossível!
     Você dirá: "Mas tudo morre" - e estaria dizendo uma tolice ou uma mentira. Nem tudo morre. Não mesmo! A morte não é inevitável, ao menos para certos seres. Essa a realidade RACIONAL e lógica.
     Falo em NÃO MORRER, o que é algo diferente que acontece com
muitos seres,como sequóias, jequitibás, tartarugas, águas-vivas gigantes.

     Em Paquetá, uma ilha na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, há um baobá com mais de 400 anos. Não morreu e não vai morrer, a não ser que um imbecil o corte. Ele não pode reprogramar-se como você pode...

                                              
                                                                        Placas no baobá de Paquetá. 

 

O baobá de 400 anos.

                                                      Em frente ao baobá a praia dos Tamoios, Paquetá.

 

     Vírus, bactérias, amebas NÃO morrem - só morrem se algum predador as mata, MAS NÃO MORREM DE "MORTE NATURAL" NEM DE "VELHICE"!

       

     Por que não divulgam isso? Por que não é bom para os negócios e nem para muitas instituições.

     Já pensou a dita sociedade sem morte? Uma família sem morte? O estado? A religião? A ideologia? O "social"? Impossível. Por isso condicionam as criancinhas desde pequenas a morrerem.
     Ora, quem espera morrer, morre. Quem "sabe" que é "inevitável" morrer, morre.
     E, quem acha que "viverá melhor após a morte", busca a morte.  Muita gente. Se esse é seu caso, esse programa nada tem para você. Mas se morrer não está em seus planos, temos algumas coisas para você.
     Há três maneiras de não morrer: uma lógica, outra transensorial
©™®. e a outra física. Todas realizadas por muitos, sempre. Claro que só lhe ensino o que e como, quando for meu aluno...

     Mas, além das promessas das religiões (que não é o mesmo que vendo) e mesmo a partir da primeira epopéia da história humana, a Epopéia de Gilgamesh. Esse herói sumério foi em busca da... eternidade. Talvez o que o escritor da epopéia desejasse dizer que Gilgamesh queria é não morrer. Isto é, não morrer se não se quiser, não morrer contra sua própria conta, não morrer por acaso ou por "obra do destino", etc. E, quando controlamos o predador, o perigo acaba.
     Morrer é um condicionamento. Uma impossibilidade lógica, além de algo não desejado pela natureza mas amado socialmente. O estado, as famílias, as religiões precisam da morte ou não têm sentido! Se quer isso, não perca tempo,

                             

       Ou pode ter

   

       

 

Esse é o trabalho feito por um
indivíduo, para outro indivíduo.