VMA

 

                    Resumidamente, VMA consiste em pagar, pensar (tendo certeza que está em contrato e em contato com o Reprogramador, mesmo à distância) e fazer acontecer - tudo que precisar, sem limites.
                    A teoria é que, estando contratado com o professor Almar - Reprogramador, tendo contratado com seu Interior por algum tempo, nesse prazo o Interior responda positivamente aos seus pedidos, sempre conforme os requisitos, condições e normas contratuais.
                    Quando você contrata com o Sistema você como que entra em uma espécie de transe hipnótico muito leve, com o qual, a qualquer momento, você, teoricamente, pode entrar em contato com seu Interior e convence-Lo a mudar sua realidade COMO FOR NECESSÁRIO.
                    O nome VMA significa uma brincadeira que os alunos antigos faziam com a Reprogramação Pessoal sem meios físicos, usando um  termo que os ocultistas do século XIX usavam para significa que um mago usa sua vontade para alterar a realidade, daí Vontade do Mago e com Almar, obviamente, porque só funciona enquanto o aluno está no sistema a mais precisamente, durante o tempo que ele contratou.
                    Nos níveis mais altos, onde há mais gasto (quando ao valor de mercado) e maior sacrifício pode ser que o VMA aconteça automaticamente sem que se precisa contrata mas, nos níveis  baixos é melhor não arriscar e sempre contratar com o Interior o VMA a cada seis horas, pelo menos.

                    Por exemplo, você se vê num perigo, num assalto, coisa comum nas grandes cidades socializadas do  mundo de hoje.
                    Nesse momento você apenas, mentalmente, pensa no sistema, mais precisamente no Reprogramador, e, digamos, manda que os assaltantes vão embora, sem lhe fazer mal - e os assaltantes realmente vão embora.
                    Esse é um dos mais comuns dos usos.
                    Também, por exemplo, numa negociação difícil, num julgamento, você coloca na mente o que quer, depois de pensar no Reprogramador para o Interior lembrar-se de que você está em contato com ele, pede o que quer e em geral acontece.

                                                         O VMA DEVERIA SER ALGO NATURAL

                    Todo ser humano deveria controlar sua realidade porque nasceu com poderes para tal.
                    Na medida que a realidade de um ser humano é projetada a partir de seu Interior (como Pribham e Bohm mostraram, em 1985 e como diz a Bíblia em Lucas 17/21 - "O Reino de Deus está dentro de vós") é óbvio que é o Interior de cada pessoa que altera o mundo dessa pessoa  - mesmo que ela jamais perceba isso.
                    O problema é que a personalidade das pessoas é instalada, a partir do nascimento, de modo errado, isto é, considerando que a mentira apresentada pelos sentidos seja a realidade. Além do mais, todas as aprendizagens, todos os condicionamentos da personalidade são criados a partir dessa mentira.
                    Como praticamente todas as pessoas ao redor pensam de mesma maneira, na medida em que todas as instituições dizem a mesma coisa, a pessoa vive um mundo absurdo, onde é inteiramente impotente e passa a depender das outras pessoas, das instituições, do acaso... e morre.
                    Quando poderia controlar o tempo, o espaço, a matéria, os acontecimentos e viver como um rei, o Rei de Seu Mundo.
                    As lendas antigas da Lâmpada de Aladdim, de Ali Babá, contos de fada, lendas antigas, os livros sagrados mostram isso, simbolicamente.
                    Todos os livros sagrados não contam a história de um messias, de uma avatar em particular, mas são relatos do que deveria acontecer com cada ser humano, nascer dentro da mentira (o MIto dos Sentidos) e depois passar a ser um ser humano de verdade (no dizer de muitas tradições antigas, deixar de ser um gentio [alguém que não é gente, ainda -  maioria absoluta das pessoas], um gadjo, um gadjin, um goin e um dia se tornar o Rei do Mundo. Buda é o filho de um Rei [como todo pai e mãe deveriam ser Reis de seus mundos, é correto!] percebe que o mundo objetivo é incorreto [Buda vê um velho, um pobre, a morte, etc.], vai em busca da realidade e, quando a encontra, deixa de ser Sidarta Gautama e se torna o Bem Aventurado, ou Buda).                    Gilgamesh, cerca de 4000 anos antes de Cristo, (o primeiro herói da primeira epopéia do mundo, o primeiro livro sagrado), parte em busca da realidade e da eternidade e encontra com Ut-Napstiin que lhe conta ter alcançado a realidade e a eternidade depois que os deuses fizeram um dilúvio, do qual ele se salva e depois se torna sábio e eterno - o dilúvio simbolizando, certamente,  a transformação de gentio em gente.                   
                    Krisna, Jesus, Prometeu, Órus, sempre a mesma história, a redenção do ser humano, por aprender a realidade e consertar a personalidade. São relatos simbólicos para todos os humanos copiarem;
                   Algumas tradições antigas criaram a Iniciação, um processo demorado, no qual o candidato passa por provas ate tornar-se um Iniciado, ou um ser que nasceu de novo.
               Certamente todas essas promessas são dificílimas e impossíveis para a maioria absoluta das pessoas.

                Assim, foi criado um processo através do qual uma pessoa poderia ter o Poder de alguém que tivesse aprendido a realidade, controlado sua personalidade, e, ao menos durante segundos, contactasse seu Interior e o convencesse a alterar sua realidade, como se essa pessoa houvesse deixado de ser um "gentio" e agisse com um Buda, como um Krisna, ao menos momentaneamente,  quando fosse necessário.
               Isso, praticamente, é a descrição da Reprogramação Pessoal©™®.
               O truque é muito simples: usando uma pessoa (no dizer das antigas tradições, uma pessoa que alcançou o que se espera de um ser humano - tornar-se gente - mas, em ver de aproveitar para si mesmo  aceita ajudar os que ficaram para trás - um bodysattwa,) decide aceitar que possa ser usado pelo usuário, de modo que, o Interior, percebendo essa presença - aceitasse alterar a realidade do usuário mesmo ele continuando a ser um gentio, sem ter-se transformado em gente: é a Reprogramação Pessoal©™®. Claro, hoje, isso, sem essa visão messiânica, revelacional, sobrenatural mas, "apenas",.uma técnica de psicoterapia holística, um processo tecnológico, um PRODUTO COMERCIAL. Legal, registrado nos órgãos competentes, apresentado por empresa idônea e legal, por profissional autônomo legalizado, produto e marcas registradas no INPI, processo e contrato registrados em cartório. Um produto didático, pois se faz por ensino aprendizagem - aula - como uma academia de musculação ou de aeróbica.

                É claro que uma coisa magnífica dessas não pode ser realizada apenas com as técnicas objetivas, materiais, como o a Reprogramação Pessoal©™®. física, que o aluno encontra nas páginas do sistema.
               Mas elas ajudam a treinar o aluno, tanto no contato com seu Interior, como na prática da alteração da realidade. Mas a verdadeira Reprogramação Pessoal©™®. é o VMA: apenas pensar e alterar a realidade - através do contato virtual com o Reprogramador Pessoal©™®. Em termos simples, apenas pensar - e acontecer. Usando esse sistema, claro!

               Quando, conforme as tradições, um ser humano se torna um Buda, não precisa fazer nada para controlar sua realidade não precisa fazer técnicas, mas apenas PENSAR e o que ele quer ACONTECE.                Simples assim. Um usuário desse programa usa essas condições de um ser humano que as tenha para, ele mesmo, usuário, fazer o mesmo, ainda que temporariamente, usando a presença virtual, contratual, psicológica, do Reprogramador, mesmo à distância.

               O objetivo da Reprogramação Pessoal©™®. é exatamente isso: enquanto estiver usando o sistema, pagando com sacrifício, em contacto com o Reprogamador©™®., o usuário-aluno pode, como que ser um "iniciado minuto"  ou um "buda imediato" pelo simples contato provisório com seu interior. Essa curta duração e dificuldade do contato é que faz com que, quando o aluno sai do sistema, perca todo o poder que possuía enquanto estava no sistema. Porque, na verdade, o aluno NUNCA havia se tornado, realmente, um "iniciado" ou "gente", continuando a ser um projeto inacabado de ser humano. Apenas estaria usando uma técnica transensorial, a Reprogramação Pessoal©™®. em seu estado mais elevado, o VMA.

                Claro que o VMA tem de ser conquistado pelo aluno e que muitas vezes, talvez, lhe seja mais simples e cômodo usar as muitas técnicas que o sistema coloca em suas mãos.  Mas, na verdade o objetivo da Reprogramação Pessoal©™®. é que o aluno, estando no sistema, adimplente, apenas PENSE e realize o que for necessário em sua vida, mesmo remover montanhas... Mas sempre será o aluno quem fará o contato com o Interior dele e o Interior realizar a alteração da realidade.

               Mas, tecnicamente falando, e legalmente falando, considerando que a o estado, o estabelecido social a dita sociedade são totalmente positivistas, assim como a lei vigente, tudo isso tem de ser feito didaticamente, e tudo isso apenas probabilidade numa aprendizagem filosófica. Isso é norma contratual.
               Não viva mais como na idade da pedra, comece agora a controlar sua vida como nunca fez:
                                                                
                                                                  O NOME "VMA"

             Apesar de o sistema estar em andamento praticamente desde 1965, foi apenas em 1990 que pela primeira vez ocorreu o VMA (quer dizer, que o VMA foi percebido e depois analisado. Posteriormente foi criada a técnica que pode ajduar a deflagrá-lo).
            Foi feito um curso em Copacabana, na AV. Copacabana, terminado  no fim do curso uma aluna se aproximou do Reprogramador e perguntou se ela poderia continuar estudando a realidade com ele, no novo lugar onde o professor estaria dando novos cursos.
            E ela contou que, seis meses antes, seu médico particular a havia desenganado, porque ela possuía uma doença terminal não operável e sem tratamento e que ela teria, no máximo, seis meses de vida. E disse que o médico lhe aconselhara fazer tudo o que mais gostasse e por isso ela entrou no Curso de Filosofia do Paradoxo.
           Mas ela havia retorando para exames de rotina uma semana antes dessa conversa e o médico, surpreso constatou que o mal havia desaparecido.
           Então o professor descobriu que,  sob certas condições, os alunos alteravam a realidade de forma mais eficiente ainda que com o uso das técnicas formais de reprogramação pessoal, realizadas sob comandos verbais e sob ceretas outras condições, técnicas hoje chamadas de "acssórias".
           Hoje, a Reprogramação Pessoal é, certamente a aprendizagem da realidade, mas feita através principalmente do VMA - e das outras técnicas, claro, mas o VMA vem antes de tudo.
           Porque, se o aluno contratar com seu Interior o VMA pela manhã, teoricamente poderá ter ese controle até a hora do almoço, quando poderia reprogramar outra vez, programando o controle da parte da tarde. Por volta do meio dia, reprogamaria a noitinha. E, na hora de dormir, reoprigramaria a noite de sono. Isso faria que a pessoa tivesse total controle sob sua realidade, cobre o tempo, espaço, pessoas tudo, porque controlaria a
escala, a mudança de quadro quânticos, identificação, emoção, diversificação da personalidade,  coletivismo, materialismo-objetivismo, etc. Se você não controla tudo isso, TUDO ISSO CONTROLA VOCÊ, você vive uma vida miserável, caminhando para o desastre, em geral a morte - sempre  trágica [não existe "boa morte"] - não desejada.
            De lá para cá o professor desenvolveu técnicas que podem deflagrar voluntariamente ou acelerar esse processo ou torná-lo efetivo por algum tempo sob certas condiçôes, e o começou a usar, por volta de 2005 com os alunos de então. Primeiro as técnicas eram feitas coletivamente, em grupo. (Hoje é uma técnica básica individual, está em todas as Fases, inicia sempre o processo de reprogramação)
         E eles chamaram, de modo divertido de bricandeira de "Vontade do Mago", referindo-se a uma antiga expressão dos meios ocultistas do século XX e acrescentaram  com Almar - daí "Vontade do Mago com Almar": VMA. O nome pegou e ficou. 
             VMA é apenas o fato de o Interior da pessoa ouvi-la, por algum tempo, porque ela criou condições para isso.
              Atualmente, um programa de voz e texto cria comandos que permitem ao aluno contratar com seu Interior, que, considerado a presença virtual - à distância, mas eficiente, na medida em que o universo é não-local e através do efeito psicológico do contrato entre o aluno e o Reprogramador. Em presença dessa interface que passa a ser o Repogramador o aluno mantém contato com seu Interior, apenas pensando, durante o período contratado, e controla a realidade, conforme os requisitos, condições e normas contratuais..
           VMA é a execusão do controle da realidade, dado de empréstimo. por algum tempo, a partir da pesonalidade do professor. Mas ainda um exercício de aprendizagem e não , como o nome poderia indicar, um processo mágico.

           O VMA, embora seu nome estranho, é "apenas" um processo tecnológico de psicoterapia holística, baseado em filosofia e centrado em conteúdos científicos, a partir de longa pesquisa de campo - , um produto comercial didático.
           Para você usar e controlar sua vida, o tempo todo.

          Hoje, realmente, só é infeliz quem quer. Os masoquistas...